Etiqueta ao visitar um Recém-Nascido


O Nascimento de um bebê definitivamente muda toda nossa vida: a rotina de casa, os afazeres domésticos, a carreira… enfim, a energia de todos muda. Basta este pequenino ser chegar, e todos ficam ansiosos para conhecê-lo, visitá-lo, abraçar e beijar…..
“Hein??!! Abraçar??!!! Beijar!???” – pensa a nova mamãe;
“Eu queria ver ele (a) de olhinho aberto, vamos acordá-lo!?” – expressa a visita….

Gente, diante de tantas histórias que escuto aqui em nosso estúdio, sejam ainda de gestantes ou recém mamães, resolvi compilar algumas regras de etiquetas lidas na internet, em conversa com minhas clientes e em pesquisa com pediatras.
Não quero parecer “chata”, mas é tanta coisa acontecendo no convívio desta “recém formada” família, que assim os visitantes não precisam se preocupar se estão sendo invasivos ou até mesmo transformando um momento de alegria, em um período de extremo cansaço físico e mental.
Nesse período, as famílias ainda estão tentando decifrar os códigos de choradas e resmungadas, assim como os horários das sonecas.

 

IMG_5233

1. Simplesmente: avise!
Visitas são um sinal de que as pessoas nos querem bem, não é mesmo?
Mas…. Quando se tem um bebezinho em casa, toda hora é hora de se estar fazendo alguma coisa: trocando fraldas, amamentando, dando banho ou simplesmente: TENTANDO dormir. Por isso sempre é bom combinar um horário para que se façam visitas. Mandar mensagem é uma boa estratégia ao invés de ligar, pois muitas vezes o pequenino adormeceu e a mamãe (que passou a noite toda tentando se adaptar), também vai querer descansar um pouquinho. Em casos em que os bebês são prematuros, muitas vezes esses vão para casa, sem que tenham tomado as devidas vacinas, então é bacana que respeitemos esse período de adaptação.
PERGUNTE!! Não tem problema!! E não precisa ficar chateada (o) se os papais pedirem mais um tempinho para receber visitas, os novos papais ainda estão se adequando à nova rotina.IMG_5236

2. Evite visitas nos horários das refeições.
Após a chegada do pequenino em casa, a rotina pode ser totalmente alterada. Conseguir fazer uma refeição completa, é quase um milagre, geralmente a situação é a seguinte: a mamãe senta na mesa para comer e o bebê começa a chorar (enquanto isso o prato vai esfriando), quando o bebê acalma, toca a campainha…. e lá se foi de vez a tentativa de um almoço em família…..

3. Se alimente antes de fazer a visita.
Muitas vezes, com o decorrer do dia, a família mel tem tempo de fazer suas refeições, imagine então conseguir preparar algo para as visitas. Que tal então ser gentil com essa situação e inverter a regra de etiqueta: ao fazer a visita, faça um carinho levando um petisco, assim os papais não se sentirão envergonhados de não servir nada e de quebra você ainda ajuda o casal a ter um momento de distração!

4. JAMAIS peça para acordar o bebê.
Gente, quando se está grávida, todo mundo fala “aproveita para dormir agora pois depois nunca mais você dorme”…. Se todo mundo sabe disso, então porque é que ainda insistem em querer acordar o bebê????!!!!!
Mas aí você pensa: “justo na minha visita o bebê está dormindo…!!” Paciência….  A soneca dos pequeninos é algo muito importante tanto para os bebês  (que precisam do sono para crescer e se desenvolver) quanto para os papais (que aproveitam os minutos de soneca deles para poder descansar ou fazer alguma coisa, como tomar banho ou se alimentar).

5. Evite levar crianças nas primeiras visitas.
Algumas situações podem acontecer: ou a criança quer agarrar, beijar e abraçar o recém nascido, ou achar aquela situação tão chata e querer brincar e fazer barulho na casa inteira acordando assim o bebê. Sem contar que acontece de nos primeiros dias, o bebê ainda não tomou todas as vacinas e ao receber a criança em casa, esta pode estar resfriada e assim passar o vírus para o pequenino. Aliás, se você estiver doente, por este mesmo motivo, aguarde mais uns dias para fazer a visita. O sistema imunológico dos recém nascidos ainda não está totalmente desenvolvido e por isso ficam mais receptivos às bactérias e virus que ficam rondando o ar.

6. Fumou ou está com muito perfume!?
Todos os pediatras aconselham a lavar as roupinhas do bebê com sabão sem perfume, que não se use colônia ou perfume no pequeno, isso para evitar alergias já que o olfato dos recém nascidos é muito forte. Então esses cheiros podem ser nocivos aos anjinhos. Não fume antes (e principalmente durante) a visita, se estiver usando um perfume mito forte, tente remover um pouquinho, a saúde dos pequeninos agradece!!

7. Pegar no colo, só se a mamãe oferecer ou pedir.
A tentação de pegar aquele fofucho no colo é enooooorme, mas se a mamãe não oferecer, pode ser um ato um pouco ousado, pois como estamos entrando na casa de um recém nascido vindos da rua. Repare no tanto de coisas que tocamos durante o dia: fechadura de portas, corrimão em locais públicos, chave de carro, enfim.. é tanta coisa que nem reparamos. E ao pegar um recém nascido no colo, vamos logo querendo beijar, pegar na maozinha… essa mesma maozinha beijada por nós, em algum instante vai parar na boca do pequenino… Imaginem quantas bactérias podem haver neste ato tão inocente. As vezes o sistema imunológico da criança combate, mas as vezes essa proteção ainda não consegue lutar contra alguma infecções e o pequenino acaba com uma alergia ou resfriado. Quem é que vai querer ser o culpado pelo mal estar deste anjinho? Ninguém né, então antes de ir logo pegando o bebê, lave suas mãos, passe alcool em gel e só o peque se a mamãe te oferecer.IMG_1819

8. Posso te dar uma “dica”?
“Seu leite é fraco, sabe o que minha cunhada fazia?”,  “Você amamenta de duas em duas horas? É muito! Sabe o que eu fazia?” “Deixa ele chorar um pouco, se não vai ficar manhoso!”.
Palpites, palpites e mais palpites… Salvo nos casos em que a recém mamãe pedir, evite de ficar “oferecendo” dicas. A nova mamãe ainda está aprendendo com o recém chegado (que também ainda não sabe como pedir), então é natural a família ficar meio confusa nessa fase, e a coisa que menos ajuda é o tal do palpite. Se você for muito (mas muuuiiiito) intima da família, vai saber se sua dica está ajudando ou não, do contrário você poderá deixar a mamãe ainda mais irritada com a situação, triste ou até mesmo ainda mais insegura. Portanto: Antes de a frase sair pela boca, deixe que ela passe antes pelo seu cérebro e avalie se realmente é uma ação necessária.

9. Visitas são sinal de carinho, mas … Ligue o sensor.
Se você combinou com a mamãe que as 16 horas estaria bom para a visita e ao chegar lá a casa tá cheia de gente, ligue o sensor e avalie se não é melhor visitar outro dia, pois muita gente pode deixar o bebê e a família um pouco desnorteados, ainda mais se eles não são acostumados a receber visitas. Se o casal já recebia visitas antes do bebê chegar, com certeza eles não se importarão de a casa estar cheia de gente, mas do contrário pode ser que a família esteja confusa. Ofereça ajuda, verifique se o casal precisa que os ajudem a servir os visitantes, com certeza os novos papais vão receber este seu ato com muito carinho.

10. Se for MUITO INTIMA, ofereça ajuda.
Se você é MUITO INTIMA, ótima amiga, prima, irmã, ofereça ajuda. A rotina de cuidados com o bebê pode deixar a recém mamãe em um ciclo de sentimentos de tristeza e frustrações. Muitas vezes essas mamães não conseguem arrumar um tempinho se quer para tomar banho, então ofereça-se para vigiar o bebê ou até mesmo para os afazeres domésticos, como estender uma roupa ou receber uma visita. Com certeza  essa mamãe vai te agradecer

11. E por fim: hora da amamentação é hora de ir embora.
Nos primeiros dias, independente de serem de primeira viagem ou não, é comum  que as mamães tenham dificuldade em amamentar, seja porque o leite ainda não desceu, porque o bebê não fez a pega correta, porque os bicos dos seios estejam doloridos, ou até mesmo insegurança. Então se o bebê começar a resmungar por fome, o ideal é deixar que as visitas os deixem a vontade. Se não quiser se despedir, pelo menos os deixem a sós, assim que o bebê terminar, a mamãe vai chama-lo (a) de volta.

Gostaram das dicas?? Marque sua amiga que tem um Recém nascido em casa, sua amiga ou uma gravidinha, talvez você esteja ajudando a passar por este período de tantas oscilações hormonais de uma forma mais tranquila!!!
Se tiver mais alguma situação que viveu e acha útil dividir, nos ajude a desenvolver ainda mais esse post!

beijocas e espero que gostem!!!!!

 

Fontes de pesquisa: Clientes, Revista Crescer e Google