Quais brincadeiras fazer com um bebê


 Bebê quietinho no berço não tem graça! Só de olhar dá vontade de brincar com ele, não é mesmo? Então, aproveite: as brincadeiras funcionam como um estímulo para muitas aprendizagens e conquistas da criança.

“Esse tipo de estimulação pode ajudar no desenvolvimento do bebê”, afirma a psicóloga Nancy Vinagre, professora da Universidade Federal de São Carlos e co-autora do livro Brincando na creche (2001, Editora Eduscar).

É na interação com as pessoas e com o mundo que a criança desenvolve habilidades motoras, cognitivas, sociais, afetivas e de linguagem. E tudo isso pode ser feito com brincadeiras. Alterne as mais agitadas com as mais calmas e não faça movimentos muito bruscos com a criança, para não assustá-la.

“O importante é respeitar o ritmo do bebê”.

A seguir, apresentamos brincadeiras simples que você pode fazer em casa com seu filho.

Balanço na bola

Coloque seu bebê de barriga para baixo sobre uma bola dessas usadas em academia para fazer ginástica, que não deixam escorregar (podem ser encontradas nas lojas de equipamentos esportivos). Segure seu tronco com firmeza e balance para o outro. É um ótimo exercício para o sistema vestibular, mecanismo que nos faz equilibrar o corpo em relação à gravidade. Nesse balanço, o bebê transfere o peso do corpo para os membros, fortalecendo-os para a etapa do engatinhar. Para crianças a partir de 7 meses.

Olhinho Vivo

É nos primeiros meses de vida que o sistema visual dos bebês amadurece. Os móbiles podem ajudar muito nesse processo. Prefira aqueles com cores contrastantes, como branco e preto ou vermelho e amarelo. Posicione-se na altura do peito da criança. Assim, ela fica com a cabecinha relaxada, o queixo próximo ao corpo e controla melhor a convergência dos olhos para o mesmo ponto, exercitando a visão em profundidade. Para crianças de 0 a 5 meses.

Serra, serra, serrador

Aproveite o reflexo de preensão (que faz os bebês permanecerem com a mão fechadinha) para realizar essa brincadeira: prenda os dedos indicadores nas mãozinhas dele, segure-as com os outros dedos para trás, aproxime seu rosto do dele e vá levantando lentamente o tronco da criança. O objetivo é fazer com que o bebê tente levantar a cabecinha, exercitando o controle sobre ela, para ver você. Para crianças a partir de 3 meses.

No travesseiro

Deite-os de bruços, de preferência olhando para o papai, que deve ficar abaixo. Puxe o travesseiro para um lado e para o outro, para frente e para trás e depois gire-o numa volta de 180º. Essa brincadeira também estimula o equilíbrio e o controle de cabeça, além de exercitar o apoio no antebraço, o que no futuro permitirá a liberação dos dedos polegar e indicador para executar o movimento de pinça. Para crianças a partir de 3 meses.

Vai e vem

Segure o bebê com a barriguinha para baixo, apoiada em seus antebraços, e balance-o de um lado para o outro. Além de estimular o sistema vestibular e a sustentação da cabeça, esse movimento ajuda a alternância visual ao oferecer uma gama de coisas a observar (como uma bola no chão e um quadro na parede). Para crianças a partir de 1 mês.

Canudo ao alvo

Encape uma caixa em forma de cubo, cuja altura fique um pouquinho abaixo dos quadris da criança. Fure diversos buraquinhos em todas as faces da caixa e incentive seu filho a colocar canudinhos dentro deles. Com esse movimento, ele aprende a dissociar uma mão da outra e apura a coordenação dos olhos com as mãos. Para crianças a partir de 10 meses.

Legal as dicas né, bora exercitar esses pequenos!!